Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

contos d´oeste

Aprendiz & Caminhante

contos d´oeste

21
Mar21

Apenas um poema

contosdoeste

IMG_20210321_150521.jpg

 

Se me pedisse um poema, 

Apenas um só poema 

Eu ficaria aflito a imaginar

Qual poderia fazer jus às suas belezas,

À sua escrita, ao seu lindo pescoço ao seu coração aberto e subtileza

ou como construir com engenho

uma ode à natureza.

Se você me pedisse um poema

 eu ficaria feliz, muito feliz

 por me ter pedido.

Eu sei que é pouca coisa,

um simples poema,

mas ficaria também nervoso e preocupado

por ficar aquém expectativas

Ou se alguém vier contar as sílabas. 

Encheria o meu poema de dálias, roseiras e jasmim

à solta,

um poema cheio de aromas, de cravo, de alecrim

na horta

E talvez, sim, eu me atrevesse

se ganhasse coragem e tivesse

Verdadeira ousadia

e fosse

valente,

Eu me declararia aberto a si,

ao nosso encontro

 à descoberta entre linhas e curvas

 de alguém como você,

no meu poema.

E quando o meu humilde escrito finalmente começasse

 seria numa alvorada limpa, passarinhos a cantar

 e o frio seco ainda da geada

a levantar em brumas brancas para o ar, que se respira

 e quase queima,

de frio.

Mas eu por acaso gosto disso,

desse ar limpo,

e saberia se você também gosta assim das alvoradas

enquanto damos um passeio de mãos dadas. 

As nossas botas com a biqueira molhada fariam um barulhinho agradável quebrando o gelo da relva,  enquanto as flores do jardim acordavam para o novo dia.

E ali à nossa frente uns patos levantariam o voo tocando de leve as águas, com a ponta das suas asas, ao sentir a nossa presença

e um cisne, sim um cisne, acordaria ao ouvir os patos

tirando a cabeça

da sua asa esquerda,

E a piscar os olhos, preto dentro de azul dentro de preto, dentro de laranja e branco

 um círculo completo,

olharia curioso para nós à sua direita

 e imaginaríamos, no seu bico,

 um sorriso cúmplice

a acompanhar o nosso passo,

Sábio entre os sábios, com o seu olhar meigo.

E se você aceitasse o convite, sairíamos de viagem nas letras, fazendo paragens por todo o litoral, e quem sabe? Fazer a EN 2 de sul a norte, ou as ilhas todas do pacífico talvez num excesso poético.

Desculparão tais excessos num dia como este?

Apanharmos um comboio não seria não um exagero,

de avião, ou de barco viajar

com passo calmo

 por qualquer meio

 ou irmos a Marrocos ou Maracaibo.

Ou talvez apenas numa praia, se for perto do outono, S.Martinho,

ali no Porto ouvi que há também um outro círculo.

Em outono caem as folhas cheias de letras,

e ali seria a fechar sim,

qualquer círculo

perfeito,

olhos de cisne que se encontram

 ali de encontro nas areias

onde iniciávamos por fim

qualquer uma história nossa

ou partida,

você e eu num barco à vela.

Nunca eu tal fiz tais aventuras

Sair de barco, imagina

numa qualquer singradura,

 você e eu viajando,

Convés e camarotes

a transbordar leituras.

 

Tudo isso eu diria, se você 

me tivesse pedido algum poema.

Ai, como eu seria feliz

como aprendiz

a tentar apenas atender

com a pouca capacidade

com que fiz

 A esta sua simples encomenda...

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Contosdoeste 23.03.2021

    Fiquei muito contente de que tenha gostado, e do seu comentário todo.
    É um grande elogio que me faz.
    Sinto também eu a mesma admiração pelas suas letras.
    Beijinhos e uma semana muito linda também para você.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub