Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

contos d´oeste

Aprendiz & Caminhante

contos d´oeste

20
Jun21

Como crianças

contosdoeste

casquinha.jpeg

 

Alheios ao resto do mundo, duas crianças brincam numa poça, duas nozes com seu misto, um papelzinho por vela. De olhos bem abertos, na boca a magia dum sopro de ar.

fuuuu,  fuuu

Joelho & palma da mão na areia quente, sabem da distância e da força exata do sopro para os barquinhos não afundirem. Nisto, como no tango ou na vida o quanto se aproximar ou manter distante é toda uma arte.

Já partem as naus rego abaixo caminho do mar, é a emoção da corrida, quem ganhará a quem, minha amiga? Já saem da poça, esquivando as barreiras. Uma palha, uns pauzinhos, uma pedra saliente. Fuuu, fuu há que ir corrigindo o rumo.

Você finge que esbarra no meu cotovelo para desviar meu sopro e eu queixo-me da batota, a sorrir, apenas porque é parte do jogo.

Os nossos olhos faíscam divertidos. Corremos rego abaixo, querendo seguir os barquinhos, saltitando, inocentes eles, alheios nós a todo o resto. 

É tão lindo estarmos aqui onde o tempo não pode entrar! Neste jogo todos ganham e aqui, onde a vida é feita de  pequenos nadas, está tão perto o fluxo verdadeiro.

Energia que invade o mundo e cria planetas cheios de letras, mistérios, jogos de cores, luzes e sombras e também de esconde-esconde.

Há tanto riso alegre nesta terra antiga ao pé do mar enquanto o jogo continua. É sempre o mar. O mar que nos apanha e nunca mais nos solta. Que entra pelas narinas adentro, salgado, juvenil, bravo, verdadeiro. O mar que abraço com olhar de criança e que abraça o rego. O mar que, inevitável, engole com prazer os dois barquinhos. Não deu para saber quem ganhou. Será sempre assim? Não importa, há mil outros jogos à espera.

Mar que nos chama, conforma, renova. Conforta.

Navegar?

Se é o mar quem chama, como não atendê-lo?

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub